Toda mãe deve ter um guia para amamentar

Grantly Dick-Reed (obstetra britânica e principal defensor do parto natural) disse certa vez:
Um bebê recém-nascido tem apenas três demandas. São calor nos braços de sua mãe, comida nos seios e segurança no conhecimento de sua presença. A amamentação satisfaz todos os três.

A citação, em poucas palavras, combina todos os benefícios importantes da amamentação.

As mulheres estão amamentando desde tempos imemoriais. Isso, no entanto, não significa que as mulheres nascem com todos os detalhes sobre a amamentação. Embora não haja escassez de informações no que se refere à amamentação, elas geralmente deixam você mais confuso do que informado. É normal que as novas mães tenham inúmeras consultas sobre amamentação ou leite materno. Para ajudá-lo com essas perguntas, apresentamos a você o guia essencial para amamentar que toda mãe deve ter. Continue lendo, abordamos questões sobre suas práticas alimentares e coisas que você deve evitar durante a amamentação.

O que você deve comer durante a amamentação?

A nutrição é de suma importância para qualquer mãe que amamenta para ajudar na produção de leite. A amamentação depende muito de seus níveis de energia, tornando essencial uma dieta saudável. Embora não haja nada de especial que você precise comer durante a amamentação, uma combinação de alimentos saudáveis ​​fornecerá a nutrição necessária. Você deve escolher entre uma mistura saudável de proteínas, carboidratos e gorduras para manter suas necessidades nutricionais. Alguns dos itens alimentares que você pode incluir em sua dieta são:

Alguns dos itens alimentares que você pode incluir em sua dieta são:

  • Vegetais de folhas verdes: as crianças podem odiar e, às vezes, também os adultos, mas seus benefícios não podem ser negados. Uma potência de vitaminas A e C e ferro, vegetais de folhas verdes como brócolis e espinafre deve fazer parte da dieta de todas as mães que amamentam. Ricos em antioxidantes e com poucas calorias, são importantes para você e seu bebê.
  • Salmão: Considerado uma potência nutricional para novas mães, o salmão é carregado com DHA. Um ácido graxo ômega-3, o DHA é crucial para o desenvolvimento do sistema nervoso do seu bebê. Enquanto o leite materno contém DHA, as mulheres que recebem mais DHA de sua dieta têm um nível mais alto.
  • Carnes magras: alimentos ricos em ferro são uma parte importante da dieta de qualquer mãe que amamenta para aumentar o poder. Qualquer falta torna difícil para a nova mãe lidar com as necessidades do recém-nascido. Carnes magras, como frango e peixe, não são apenas ricas em ferro, mas também fornecem proteína e vitamina B-12 extras.
  • Leguminosas: Para os vegetarianos, as leguminosas são uma ótima maneira de incorporar proteínas em sua dieta. Ricos em ferro, principalmente os de cor escura, como feijão preto e feijão, são ótimos para as mães que amamentam.
  • Ovos: Os ovos não são apenas uma grande fonte de proteína, mas também uma fonte vital de vitamina D. Esses dois trabalham juntos para ajudar a fortalecer os ossos e músculos do bebê, fornecendo a energia necessária.
  • Produtos lácteos com baixo teor de gordura: Para uma amamentação saudável, produtos lácteos com baixo teor de gordura devem ser incluídos em sua dieta. Sabe-se que produtos como iogurte, leite ou queijo fornecem uma dose saudável de vitaminas B e D. Além disso, são as melhores fontes de cálcio disponíveis para as novas mães. O cálcio é necessário não apenas para o desenvolvimento da estrutura óssea do seu bebê, mas também para o seu próprio bem-estar.
  • Grãos integrais: a inclusão de grãos integrais em sua dieta fornece minerais importantes para você e seu bebê. Cereais integrais, como aveia, arroz integral e cevada, fornecem nutrientes essenciais como proteínas, vitaminas, ferro e outros minerais. A ajuda no crescimento e desenvolvimento geral do seu bebê e fornece energia e resistência a você.
  • Nozes e sementes: Uma rica fonte de proteínas, fibras, vitaminas, minerais, antioxidantes e gorduras monoinsaturadas e poliinsaturadas saudáveis, nozes e sementes são embaladas com nutrição. Eles são ótimos para fazer lanche entre as refeições para satisfazer suas dores de fome. Nozes e sementes também são conhecidas por protegê-lo de doenças cardíacas e envelhecimento.

Quanto líquido você precisa durante a amamentação?

A maioria das mães ouviu a história das esposas mais velhas de beber muita água para acompanhar o leite materno. No entanto, na realidade, seu corpo é mais do que capaz de produzir a quantidade necessária de leite materno, mesmo com sede. Em vez de se forçar a beber, é melhor beber o suficiente para satisfazer sua sede. Para se lembrar de beber água, é uma boa idéia tomar uma bebida por perto durante a amamentação. As mães que amamentam liberam um hormônio chamado ocitocina, que as faz sentir sede. Beber pelo menos um copo de água enquanto alimenta o bebê, bem como no meio quando sentir sede, mantém isso sob controle.

Para se lembrar de beber água, é uma boa idéia tomar uma bebida por perto durante a amamentação. As mães que amamentam liberam um hormônio chamado ocitocina, que as faz sentir sede. Beber pelo menos um copo de água enquanto alimenta o bebê, bem como no meio quando sentir sede, mantém isso sob controle.

Esteja atento aos sinais do seu corpo se estiver preocupado em beber o suficiente. Os sinais de desidratação incluem urina concentrada (mais escura, com cheiro mais forte do que o habitual) e constipação (fezes duras e secas).

O que comer para aumentar o leite materno?

Embora não haja pesquisas científicas para apoiar a aclamação que esses alimentos a seguir receberam entre as mães, eles são servidos desde gerações para aumentar o leite materno. É melhor lembrar de consumir esses alimentos com moderação e como parte de uma dieta equilibrada.

  • Sementes de feno-grego (Methi): As sementes de feno-grego estão no topo da lista quando se trata de itens alimentares consumidos para aumentar o leite materno. Embora essa crença antiga seja apoiada por uma pequena quantidade de pesquisa, não é substancial o suficiente para provar sua eficácia. Essas sementes são uma excelente fonte de gorduras ômega-3, essenciais para o desenvolvimento do cérebro do seu bebê. Fora isso, eles também são ricos em beta-caroteno, vitamina B, ferro e cálcio.
  • Sementes de funcho (Saunf): Como sementes de feno-grego, sementes de funcho para aumentar a lactação. O consumo regular ajuda na digestão e ajuda a aliviar a constipação em mães que amamentam.
  • Alho (Lehsun): O alho, conhecido por suas muitas propriedades terapêuticas e à base de plantas, também ajuda na produção de leite materno. Embora não exista evidência suficiente para provar isso, o leite com alho é servido como uma bebida tradicional tradicional após o parto.
  • Sementes de cominho (Jeera): Parte integrante de muitos pratos indianos, as sementes de cominho ajudam a melhorar a digestão. Também proporciona alívio da constipação, acidez e inchaço.
  • Manjericão (Tulsi): Embora não haja nada que sugira que o manjericão ajude a aumentar o leite materno, ele tem um efeito calmante. Também ajuda na melhora do movimento intestinal e promove um apetite saudável.
  • Sementes de endro (Suwa): Rico em ferro, magnésio e cálcio, o endro tem muitos benefícios. Acredita-se que melhore a produção de leite materno, ajuda a relaxar e facilitar a digestão. Sendo um diurético leve, o endro deve ser consumido com moderação.
  • Sementes de gergelim (Til): incluídas na dieta de muitas mães que amamentam, as sementes de gergelim são uma excelente fonte de cálcio não láctea. Eles também são uma excelente fonte de cobre e são embalados com outros micronutrientes importantes para a mãe e o bebê.
  • Vegetais de cabaça: Acredita-se geralmente que os vegetais da família de cabaça ajudam a melhorar a produção de leite. Além de seu alto valor nutritivo, eles são baixos em calorias e fáceis de digerir. Cabaça de garrafa (lauki), cabaça de maçã (tinda) e cabaça de esponja (tori) são alguns dos itens que você pode incluir em sua dieta.
  • Aveia: A aveia é uma opção de café da manhã saudável e nutritiva para muitas mães que amamentam. Embalados com cálcio, fibra e ferro, eles ajudam a melhorar a lactação. Eles também são acreditados para aliviar a ansiedade e a depressão.
  • Legumes vermelhos: como os vegetais verdes, os vegetais vermelhos também devem ser incluídos em sua dieta. Além de melhorar a lactação, esses vegetais ajudam a melhorar a saúde do fígado. Por serem ricos em ferro, eles impedem a mãe de anemia pós-gravidez. Alguns dos vegetais vermelhos que você pode incluir em sua dieta são batata doce, inhame, cenoura e beterraba.

Aprenda aqui as várias coisas e alimentos a serem evitados durante a amamentação.

Publicado originalmente em www.babygogo.in em 29 de julho de 2017.